Quando viajar para os principais Destinos Nacionais

É difícil determinar o clima nas cidades brasileiras – se Julho pode ser o mês mais frio em alguns lugares, pode representar também o período de chuvas em uma praia do Nordeste ou de seca em um vilarejo do Norte. Pensando na eterna dúvida de “quando ir”, separamos algumas dicas, sugestões e sacadas de alguns destinos nacionais para te ajudar a planejar sua próxima viagem e indicamos a melhor época para viajar.

Bora Conferir?

Chapada das Mesas – MA 

O clima é tropical úmido, com temperaturas altas o ano todo. O melhor período para visitar é de Maio a Outubro, na estação seca. De novembro a abril é o período das chuvas. A temperatura média anual é de 26° com máximas de 36°.

Dica Pegada: Não deixe de provar pratos típicos da região nos restaurantes de Carolina, como o “arroz Maria Isabel”, feito com carne de sol picadinha, cebola, pimentão, alho, pimenta-do-reino, coentro e cebolinha verde. Uma explosão de sabores regionais!

Chapada dos Veadeiros – GO 

Melhor época – Maio a Outubro

Nesse período a Chapada dos Veadeiros sofre com a seca e ausência quase total de chuvas.

Já nos meses de outubro a abril o clima muda e as chuvas tomam conta do lugar. E como estamos falando de uma região onde o foco é o turismo de natureza, o tempo influenciará, e muito, a experiência de quem visita a Chapada dos Veadeiros, por isso é preciso estar ciente do que encontrar em cada período.

Dica Pegada: Pra quem dispõe de mais alguns dias, indicamos uma extensão para conhecer os atrativos de Cavalcante, como a bonita cachoeira de Santa Bárbara, localizada em uma das comunidades remanescentes de quilombos, os Kalungas.

Aventure-se pela tirolesa do voo do gavião! O desafio consiste em voar por dois cabos paralelos, tensionados entre a Serra Almécegas e o Morro do Mirante da Fazenda São Bento, totalizando um desnível de 55 metros em 850 metros de comprimento.

Para poder aproveitar tudo o que a Chapada oferece de melhor, programe sua viagem com estadia nas duas cidades principais – Alto Paraíso e São Jorge – e busque um roteiro que também contemple um dia de visita às Cachoeiras de Cavalcante.

Jalapão – TO 

Melhor época – Ano todo

Melhores meses Abril a Outubro

Nesse período, os dias são quentes e as noites têm temperaturas amenas. As chuvas são bem escassas e quanto mais perto do  mês de Setembro, mais seco estará o ar. O mês de Maio é o melhor período para visitar o Jalapão, quando a umidade ainda está alta, quase não há chuvas e a vegetação ainda está verde.

Lençóis Maranhenses – MA 

Melhor época – Junho a Agosto

Para visitar os Lençóis Maranhenses é preciso estar atento à temporada de chuvas. É nesse período que as lagoas enchem e a paisagem ganha os famosos contornos com milhares de piscinas de água doce em meio às dunas. A temporada de chuva costuma acontecer de Janeiro a Junho. Quanto mais chuvas no ano, mais cheias ficam as lagoas no Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Assim que as chuvas diminuem a frequência, as lagoas começam a secar. A partir de Setembro, já será mais difícil encontrar lagoas com água suficiente para mergulhos. Quem visita a região depois de Outubro corre grande risco de ver as lagoas já bem vazias. Entre Novembro e Janeiro, a situação é ainda mais crítica e apenas as lagoas perenes ficam cheias. E elas são raríssimas.

Dica Pegada: De Maio a Agosto, na semana da lua cheia: Se você não se importa de abrir mão de conforto para vivenciar uma experiência inesquecível, planeje-se e participe de um dos roteiros de travessia do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses com pernoite em casa de nativos.

Aventure-se pelo sobrevoo dos Lençóis e deleite-se com o mosaico de dunas e lagoas que parecem não ter fim. É a melhor vista que se pode ter dos Lençóis Maranhenses!

Chapada Diamantina – BA

A Chapada Diamantina pode ser visitada o ano todo já que cada época proporciona ao visitante uma paisagem diferente:

Março a Outubro – Período de menor incidência de chuva e portanto considerada a melhor época para curtir a Chapada, especialmente para as viagens de trekking e expedições.

Novembro a Fevereiro – As chuvas são regulares neste período, mas a maioria dos passeios e trilhas podem ser realizados mesmo assim. Os rios e cachoeiras ficam com volume muito maior de água e alguns atrativos ficam ainda mais espetaculares nesta época do ano. Tenha sempre uma capa de chuva na mochila!

Setembro a Novembro – São os meses mais indicados para quem quer apreciar a grande variedade de orquídeas da região.

Abril a Setembro – Período de maior incidência dos raios solares nos Poços Azul e Encantado.

Dica Pegada: A parte Norte do Parque da Chapada Diamantina é passagem obrigatória para os visitantes, também porque possui excelentes ofertas de serviços. Contudo, na parte Sul, tem inúmeros atrativos. Fique atento para fazer um roteiro que contemple mais de cada cidade.

Para conseguir acomodar tantos atrativos extraordinários em sua viagem, busque por roteiros que contemplem ao menos mais uma cidade além de Lençóis. Neste formato, os trajetos de carro ficam mais curtos e os dias são melhores aproveitados, além de ser possível incluir a parte sul do parque no roteiro.

A diversidade de passeios na Chapada permite que sejam elaborados roteiros sob medida para todos os perfis de viajantes.
Dos atrativos que podem ser alcançados de carro aos trekkings mais exigentes, é o destino ideal para férias em família, com amigos, com crianças, sozinho ou na melhor idade.

O Poço Azul e o Poço Encantado, grutas com águas cristalinas, são atrativos de tirar o fôlego. A transparência da água é tamanha que é possível ver nitidamente tudo o que está no fundo, como pedras e troncos, em áreas que variam de 20 a 60 metros de profundidade. Entre os meses de Abril e Setembro, devido à posição do sol, os raios solares penetram nas cavernas e atravessam os poços, formando um incrível feixe de luz azul turquesa num fenômeno natural fascinante e imperdível!

Você sabia que o que hoje é sertão já foi banhado pelas águas do mar no passado? A Chapada Diamantina começou a ser desenhada há cerca de 2 bilhões de anos a partir de um choque de placas tectônicas, responsável pela formação que foram então esculpidas pelas chuvas, ventos e rios, criando a paisagem espetacular que vemos hoje!

Jericoacoara – CE  

Não existe época ruim para viajar para Jeri, mas para aproveitar a viagem ao máximo, nós aconselhamos ir entre Julho a Setembro, quando o período de chuvas já chegou ao fim e, portanto, as lagoas estão cheias. Além disso, em meados de Agosto, o pôr-do-sol se encaixa perfeitamente no “buraco” da Pedra Furada, fenômeno que ocorre raramente, e é também o mês perfeito para a prática de kitesurf e windsurfe.

Dica Pegada: Ao reservar um dos nossos pacotes para Jericoacoara, você também terá transporte garantido do aeroporto de Fortaleza para a vila de Jeri, mas vale lembrar que não há agências bancárias e caixas eletrônicos por lá, portanto, lembre-se de levar dinheiro em espécie na viagem. No entanto, se precisar sacar, é possível encontrar bancos em Jijoca, mas será necessário tomar a jardineira para chegar até lá.

Cambará do Sul – RS

Melhor época – ano inteiro

Dica Pegada: Aproveite sua estada na pequena cidade de Cambará do Sul para conhecer um pouco mais da culinária típica serrana: pinhão assado na chapa do fogão a lenha, carreteiro de charque, batata-doce caramelizada, deliciosas trutas e até cervejas artesanais produzidas com as águas que correm pelos cânions!

Pará – Alter Do Chão

Alter do Chão é o típico destino cuja data de embarque fará toda a diferença na experiência da viagem. Com duas estações bem definidas — uma de chuva e outra de seca —, Alter do Chão tem cenários distintos a depender da época do ano que você estará por lá. O melhor período para ver as famosas praias de rio é o chamado verão mazônico, temporada seca que vai de agosto a dezembro. Já para quem busca passeios de barco em meio à floresta e deseja ver mais da fauna, o recomendado é viajar no inverno amazônico, temporada de chuvas que vai principalmente de janeiro a julho. Independente da época da viagem, podemos garantir que as paisagens de Alter do Chão serão sempre espetaculares! Vale embarcar durante todo o ano e até mesmo duas vezes em diferentes estações, já que serão viagens com paisagens bem distintas.

Alta Temporada: Agosto a Dezembro — verão amazônico
Baixa temporada: Fevereiro a Junho — inverno amazônico

Dica Pegada: Tenha certeza que vale ir a Alter do Chão tanto na baixa quanto na alta temporada. O mês de janeiro, que marca o início das chuvas, ainda garante belas praias.

Foz Iguaçu – PR

Melhor época – Março a Outubro

Dica Pegada: Acrescente duas atividades extras de grande impacto na sua viagem. O deslumbrante sobrevoo de
helicóptero e o famoso Macuco Safari, passeio em botes infláveis, motorizados, que sobem o Rio Iguaçu até as imponentes cataratas, aproximando-se ao máximo da Garganta do Diabo, a maior de todas as quedas.

Fernando Noronha

Melhor época – Ano Inteiro

Dica Pegada: Para quem não tem curso de mergulho mas tem curiosidade no tema, procure pelo “batismo”, que permite ao iniciante ver o fantástico fundo do mar e experimentar a incrível sensação de respirar em baixo da água. Quem já fez curso, terá oportunidade de fazer vários mergulhos autônomos com apoio profissional.

Chapada Guimarães – MT

Claro que o charme do Parque Nacional se mantém durante todos os meses do ano, mas o ideal é se programar parar pegar dias com céu mais limpo, quando podemos apreciar mais ainda a beleza do lugar.

A temperatura média é de 25 graus, mas você provavelmente terá sensação de mais calor no verão.

Verão
A estação mais quente vai de agosto a outubro. Esse é um bom período para ir a Chapada dos Guimarães: o termômetro pode marcar, facilmente, 30 graus e as chuvas não devem incomodar tanto.

Aliás, a seca dos meses anteriores deixaram as cachoeiras ainda mais limpas, apesar do volume de água ser menor. Nesse período, há risco de queimadas é grande.

Inverno
O friozinho chega entre maio e julho, com temperaturas mínimas próximas a 15 graus.

Como as chuvas vão diminuindo, os rios ainda estão cheios e as cachoeiras mais volumosas, mas isso munda mais pro final da estação. A água não fica tão gelada, dando mais coragem para um mergulho.

Dica Pegada: Evite o inverno, quando há nebulosidade e as paisagens ficam prejudicadas.

Curitiba – PR

A melhor época para curtir e fazer uma viagem para Curitiba é no outono, entre os meses de março e maio, quando chove pouco e as temperaturas estão agradáveis – no inverno, os termômetros ficam lá embaixo mas, para esquentar, tem o Festival de Inverno do Centro Histórico, com atividades culturais.

Curitiba não é o tipo de cidade que atrai uma multidão de turistas nos finais de semana, feriados e férias escolares. Pelo contrário! A cidade fica mais vazia nesses períodos, quando os moradores correm em direção à praia. Sendo assim, caso deseje visitar Curitiba com mais calma, escolha os feriados, finais de semana e períodos de férias. Dois momentos pontuais costumam aumentar o número de turistas em Curitiba. Um deles é o Festival de Teatro, que acontece em março e atrai um grande público. O outro é o Natal Luz, que enche Curitiba de atrações no mês de dezembro e é maravilhoso não só para as crianças, mas também para os adultos.

Florianópois -SC

Florianópolis é uma cidade linda o ano inteiro, mas certamente há períodos melhores e piores para viajar dependendo de seu objetivo. O verão é a temporada mais animada da cidade, quando há maior frequência de turistas e quando as praias estão excelentes porque a temperatura do mar não é tão gelada. Já no inverno quem não é turista pode achar a água gelada e, embora a cidade permaneça encantadora, curtir o mar pode ser difícil.

No verão chove mais em Floripa (principalmente de janeiro a março), mas nada que tire o brilho da cidade e impeça de aproveitar muito bem as suas praias. As temperaturas ficam na casa dos 24°C no verão, variando e sempre fazendo bastante calor. No inverno, quando as chuvas são menores, a média é de 17°C. Entretanto, é bom estar preparado para pegar mais frio ainda, pois a temperatura cai consideravelmente e chega a fazer 5°C quando o vento sul chega à cidade.

Dica Pegada: O outono é uma das melhores épocas para viajar para Floripa, principalmente nos meses de março e abril, quando as temperaturas ainda estão agradáveis e boas para curtir uma praia.

Bonito – MS

Melhor época – ano todo

Seca – temperaturas frias, rios com melhor visibilidade – maio a setembro

Chuva – temperaturas mais altas, rios com menor visibilidade – outubro a abril

Dica Pegada – Aproveite sua ida ao Mato Grosso do Sul e reserve alguns dias para conhecer também o Pantanal. Consulte as opções de fazendas em que a Pegada opera, e leve sua família para ver animais como jacarés, capivaras, antas, tuiuius, colhereiros, araras e muitos outros.

Conheça o Abismo Anhumas, uma das maiores cavernas submersas do país, acessível através da descida vertical de 72 metros por uma fenda, com uso de técnicas de Rapel, até o lago de águas cristalinas onde é possível, inclusive, praticar mergulho autônomo e avistar cones e formações geológicas bastante raras que se concentram no fundo. Uma verdadeira viagem ao centro da terra.

Ilha Bela – SP

Ilhabela é marcada por chuvas e temperaturas amenas durante todo o ano. Mesmo nos meses mais quentes, os termômetros não costumam alcançar altas temperaturas. Já as chuvas apresentam aumento significativo nos meses de verão, sendo o inverno a estação menos chuvosa.

A alta temporada na Ilhabela é marcada pelos meses de dezembro a fevereiro, quando os termômetros marcam as maiores temperaturas. Já os meses de inverno apresentam grande queda no turismo. A ilha, entretanto, nunca fica vazia, já que há grandes eventos e feriados prolongados durante todo o ano.

O outono, especialmente os meses de abril e maio, é um ótimo período para conhecer Ilhabela, já que os preços estão mais baixos, a ilha mais vazia e a temperatura ainda é agradável.

Já na temporada de inverno, de junho a setembro, a temperatura apresenta leve queda e as chuvas se tornam menos
frequentes.

Dica da Pegada: Antes de viajar para Ilhabela, é comum ouvir de outros viajantes conselhos sobre os grandes vilões da ilha: os borrachudos. Quem nunca esteve por lá pode até pensar ser exagero e piada dos amigos. Afinal, não é possível que exista mesmo tanto mosquito, não é mesmo? Pois pode acreditar! Em Ilhabela, os borrachudos são onipresentes e infernizam a vida dos turistas. Difícil escapar de sair da ilha com a pele tomada de picadas vermelhas.

Sabido que os borrachudos são reais e, de fato, altamente incômodos, é hora de se prevenir para diminuir os efeitos
nocivos desses mosquitinhos cheios de poder. O primeiro passo ao viajar para Ilhabela é levar um bom repelente. Ao
escolher um produto, prefira os repelentes à base de icaridina — como o Exposis — ou os repelentes vendidos na própria ilha — como o Citroilha. Repelentes comuns não são eficazes. Acredite! Uma boa receita caseira, divulgada entre os moradores, é o uso da mistura do óleo de citronela com um creme hidratante. Segundo os moradores, o óleo na pele dificulta a permanência do mosquito no corpo, o que diminui o risco de picadas. Vale tentar de tudo!

Outra maneira de evitar um pouco as picadas é usar blusas de manga longa, calça e até meia durante o tempo de permanência nas praias e cachoeiras, onde sempre há maior presença dos mosquitos.

Gramado e Canela – RS 

Melhor Época: ano todo

Há eventos e programações culturais durante o ano todo, dada a infraestrutura local. A cidade de Gramado, por exemplo, é pequena, mas sua movimentação é bastante grande. As épocas de maior procura são a temporada de inverno e o Natal Luz, além dos feriados. A expectativa dos turistas fica por conta de ver a neve.

As temperaturas da cidade costumam ser mais baixas que a média do país, tanto por estar mais ao sul quanto por seus 830 metros de altitude. Isso não significa que a região não conheça temperaturas acima dos 30ºC, muito pelo contrário — durante o verão, é até comum que os termômetros atinjam a casa dos 32ºC durante o dia.

Outra estação marcante é o inverno, exatamente oposto ao verão, com temperaturas mínimas médias de 8ºC e máximas médias de 17ºC. Devido a frentes frias, quando é difícil prever as ocorrências, não raramente a temperatura cai para números congelantes — abaixo de 0ºC —, datas em que podem ocorrer geadas e, inclusive, neve. As precipitações são frequentes o ano todo, com médias menores no período entre abril e junho.

Rota Das Emoções (Jericoacoara•Delta•Lençóis) 

Mas afinal, qual a melhor época para fazer essa viagem?

A boa notícia é que a Rota das Emoções é um daqueles destinos que podem ser visitados o ano todo, tudo vai depender do foco que você quer dar a sua viagem.

Quero ver as lagoas cheias: o melhor é viajar depois da estação chuvosa, quando a paisagem das lagoas vai estar no auge. Se planeje para viajar de julho a setembro.

Lembrando que o volume de chuvas de cada ano também impacta na paisagem. Em anos com bom inverno, as lagoas ficam mais bonitas.

Quero curtir a cultura: o mês de junho é marcado pelas festas juninas no Nordeste, e pode ser uma ótima oportunidade de combinar um roteiro de aventura com uma imersão cultural e gastronômica.

Parque Estadual Do Petar – SP

O Petar é melhor aproveitado fora da época de chuvas: não é só porque é melhor fazer trilhas no seco, mas principalmente porque algumas cavernas podem ficar interditadas na época chuvosa, devido ao risco de trombas d’água. Além disso, é mais difícil de dirigir em estradas de terra barrentas.

A melhor época para visitar o Parque é entre abril e novembro, devido à estabilidade do clima. Entre dezembro e março chove muito e as estradas se tornam de difícil acesso. O clima da região é o temperado úmido, devido à mata. E a temperatura média anual fica em torno de 21ºC – com máximas entre 24ºC e 27ºC, e mínimas entre 15ºC e 18ºC.

Pantanal – MS

O Pantanal muda de cenário a cada estação! A região, que é a maior planície alagável do mundo, é regida por ciclos de chuva e seca que interferem totalmente na paisagem. Portanto antes de embarcar é preciso decidir qual é a melhor época para os passeios que deseja e planejar sua viagem nas condições ideais.

Período de seca: de maio a setembro. A estiagem é a melhor época para ver os animais pantaneiros.

As chuvas cessam, a água que inundava a planície passa a ser cada vez mais escassa dando lugar ao campo e se concentra em pequenas poças onde os mamíferos saem em busca de alimento e se amontoam para matar a sede. As aves começam a estação de acasalamento e se encontram com uma plumagem exuberante para tentar conquistar um companheiro. As árvores perdem as folhas para economizar água e o que antes era uma paisagem verde e exuberante se torna marrom e árida.

Período das chuvas: de outubro a maio. Época das cheias, a beleza das águas salta os olhos dos visitantes.

Quando a paisagem está extremamente seca, começa a estação da cheia trazendo a água que renova a vida. As plantas, revigoradas, voltam a produzir folhas e tudo fica verde novamente. As aves, que se acasalaram durante a seca, se aproveitam da época de fartura para alimentar seus filhotes. As terras mais baixas são ocupadas completamente por um espelho d’água. Os mamíferos vão para lugares mais elevados, deixando os campos alagados para cegonhas, patos, jacarés e peixes que procuram por alimento entre as plantas aquáticas multicoloridas que começam a se desenvolver. É o período que mais caracteriza o pantanal.

Urubici – SC 

Melhor Época: Ano todo

A época em que mais se vê turistas em Urubici, é nos meses mais frios, de junho a agosto, pois as baixas temperaturas são um atrativo a parte.

Já no mês de março, ocorre anualmente a Festa Nacional das Hortaliças, sendo uma boa época para se visitar a cidade também.

Agora se a sua idéia for ver o cartão postal da cidade, a Pedra Furada, dias mais ensolarados, com poucas nuvens e nenhuma neblina, é a data perfeita.

Agora que você já conheceu um pouquinho mais sobre esses destinos de viagem para aproveitar a natureza, deu até vontade de planejar as próximas férias, não é? Então, aproveite! Essa é uma oportunidade de ter memórias e experiências únicas.

 

𝙋𝙚𝙜𝙖𝙙𝙖 𝙀𝙘𝙤𝙩𝙪𝙧𝙞𝙨𝙢𝙤, Não importa o lugar, a experiência vale mais do que o destino.⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
– Associada @abetabr⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
– Certificada CADASTUR⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
– SGS – Sistema de Gestão de Segurança⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
– Condutores Certificados⠀

Somos uma agência especializada em ecoturismo pelo Brasil e Minas Gerais.

Contrate Ecoturismo LEGAL