Encare o COVID-19 assim, como se estivesse na trilha

Superação, força e coletividade.

Uma expedição, trilha, escalar uma montanha é um organismo vivo que se desloca com um objetivo comum.

Esse objetivo não é chegar ao cume de uma montanha, mas voltar para casa para contar a história.

Quando o individual é deixado de lado, e com ele, a vaidade e o ego, o verdadeiro coletivo surge e tudo fica mais leve. Na alta montanha, nas trilhas a leveza é importante porque erros levam a um acidente.

O coletivo precisa sempre estar na mesma página, cumprindo as pequenas metas, os micro-objetivos e cada tarefa necessária para seguir adiante.

“O coletivo faz sempre melhor que o individual.”

O apoio e motivação entre os membros do grupo são fundamentais.

O respeito é fundamental para as atividades sejam realizadas da melhor forma possível.

Toda pessoa que se encontre na montanha e com a qual cruzarmos, merece nosso respeito.

Numa aventura, ajudar uns aos outros é fundamental.

Todos nós temos uma montanha na vida para vencer

E nesse momento o mundo estar enfrentando uma grande montanha chamado: COVID-19

As desigualdades são, uma vez mais, sentidas neste momento. Dados mostram que as pessoas que mais sofrerão os efeitos do vírus são os pobres, os desempregados e os trabalhadores informais.

Entretanto, o vírus atinge a todos.

Não há limites sociais. Se não cuidarmos uns dos outros (sobretudo, socialmente) a sociedade vai sofrer um colapso.

Estamos perdendo o que nos faz mais humanos.

Empatia e solidariedade precisam ser exercitados.

Pessoas com cultura de colaboração levam fluidez ao ambiente, promovem o bem-estar e fazem com que as fricções diminuam. Nas empresas deveria ser assim. Com as pessoas, também. Ou com um amigo.

Ofereça ajuda.

É hora de resgatar esses valores, pensar no outro, colocar-se em seu lugar, entendê-lo como diferente e ajudá-lo porque, assim, estou ajudando a mim mesmo e à coletividade.⁣

Esperamos que essa pandemia nos cure de nós mesmos, de nossas mazelas, nosso egoísmo e desperte nosso olhar altruísta!

Esperamos que enquanto praticamos o isolamento social, consigamos nos libertar das inutilidades que nos prendem ao que não tem valor.

E que todo distanciamento físico nos ensine o valor de um abraço.

Em breve preencheremos essas lacunas com abraços e muitas viagens.

Vamos reaprendendo e nos adaptando, nesse momento delicado, mas sem deixar de ver as coisas belas da vida. Jamais!

Vamos juntos vencer essa montanha!

Esperança, amor é fé.

Sobre o Autor

Rafael Freitas
Rafael Freitas
Brasileiro, Belo Horizonte/MG, Formado em Processos Gerencias, Empreendedor, Guia especializado em atrativos naturais, Analista de viagens, Consultor de Viagens, Gestor de Turismo, Sócio Proprietário na empresa Pegada Ecoturismo, Palestrante. Com varias vivencias no ecoturismo e turismo de aventura, decidiu que viveria sua vida respirando e sonhando aventuras. Transformou o hobby e a paixão por viajar em profissão, com propósito de incentivar pessoas a saírem da rotina, conhecer novas pessoas, novos lugares, novas culturas, desafiar a si mesmo através deste esporte encantador e apaixonante. Acredita que não existe limites para conhecer novos lugares e novas conquistas. Viajar é explorar o novo, de forma simples. Acredita que não existe limites para conhecer novos lugares e novas conquistas. Viajar é explorar o novo, de forma simples.