Responsabilidade, conscientização e segurança no Ecoturismo

Nos últimos anos o ecoturismo tem crescido a taxas entre 15% e 20% no Brasil, segundo o Sebrae, muito acima do que outros segmentos do turismo, e mais ainda do que outros setores da economia. Isso foi afetado por uma série de motivos, mas sem dúvida, os principais foram a crescente busca por melhor qualidade de vida, além, claro, das redes sociais.

Neste crescimento do setor de turismo ecológico há cada vez mais pessoas iniciando em atividades ao ar livre, buscando por uma melhor qualidade de vida e bem-estar, o que aumenta a responsabilidade das empresas que estão no mercado, por conta do tipo de introdução que a empresa faz deste novo aventureiro ao ambiente natural.

Entendemos que esta introdução não é simplesmente levar o turista para fazer uma trilha pela primeira vez na vida, é preciso informar antes e conscientizar durante a atividade, para que depois da mesma se reflita em uma nova educação, de respeito para com o ambiente natural, todos os seres vivos encontrados pelo caminho e à sua própria vida.

A preparação antes para uma atividade ao ar livre é o primeiro passo para que no dia tudo ocorra bem e satisfaça suas expectativas.

Estar preparado é saber o que vai ou pode encontrar pelo caminho na aventura, mas também estar vestido de forma adequada e carregando equipamentos e alimentação adequados para sua segurança, conforto, saúde e para o mínimo impacto.

A Pegada Ecoturismo, por exemplo, envia antes de cada roteiro todas as informações necessárias para preparar o “ecoaventureiro”, seja ele experiente ou iniciante, preparamos também um e-book: Guia básico para trilheiros iniciantes com intenção de preparar, informar e conscientizar a respeito de atividades ao ar livre, entre outras informações, além do trabalho de conscientização realizado durante a atividade, através de seus condutores e guias locais.

Seguro e Segurança no Ecoturismo

O número de pessoas procurando e adquirindo pacotes de roteiros de ecoturismo tem aumentado consideravelmente, taxa muito maior do que o turismo convencional.

Essa demanda de pessoas interessadas no ecoturismo criou um novo nicho de mercado, as agências de ecoturismo, ou como algumas dizem, agências especializadas em “trips”, grupos, seja bate-volta ou com pernoite.

Essas agências ou grupos geralmente surgem nas próprias redes sociais, algumas poucas delas têm site, menos ainda são as possuem os marcos legais, como empresa aberta e cadastro no Ministério do Turismo, o famoso CADASTUR.

Neste contexto, chegamos a questão MAIS IMPORTANTE de tudo isso, a SEGURANÇA, que não pode ter este mesmo caráter informal, pelo menos deveria ser tratada com seriedade, mas não é bem o que se vê por aí.

Assim como na vida, onde dizem que são nos momentos difíceis que conhecemos os verdadeiros e bons amigos, em termos de prestação de serviços em viagens é a mesma coisa. Mas sugiro, não espere um momento difícil para saber o nível da empresa que você está contratando.

Por isso, antes de se aventurar por aí, é preciso saber quem de fato você está seguindo e como esta pessoa/agência está preparada para prevenção de acidentes ou caso “algo der errado”

  • Esta empresa está legalmente estabelecida?
  • Esta empresa utiliza alguma forma de monitoramento dos seus grupos?
  • Os guias/condutores/monitores possuem treinamento específico para atividade?
  • Os guias/condutores/monitores carregam kit de primeiros socorros?
  • A empresa possui um protocolo para caso “algo dê errado”?
  • A empresa possui algum seguro para caso “algo dê errado”?
  • Se possui seguro, este seguro cobre de fato a atividade que estará sendo executada?
  • Este seguro cobre somente morte ou também despesas médicas e odontológicas?

Estas perguntas são importantes a serem feitas antes de se aventurar por aí com qualquer empresa, pois o barato pode sair caro, e as consequências podem ser bem ruins.

Cabe a consciência de cada um sobre a quem vai confiar sua vida ao sair por aí se aventurando.

A Pegada Ecoturismo tem o compromisso de além de proporcionar a melhor experiência a seus clientes e ser uma empresa devidamente apta a atuar no mercado, trabalhar com protocolos e mecanismos de segurança que levem o turista de fato à uma AVENTURA SEGURA.

Sobre o Autor

Rafael Freitas
Rafael Freitas
Brasileiro, Belo Horizonte/MG, Formado em Processos Gerencias, Empreendedor, Guia de Montanha especializado em Turismo de Aventura. Sócio Proprietário na empresa Pegada Ecoturismo e Futuro Palestrante. Amante das serras, montanhas e cachoeiras, com varias vivencias no ecoturismo, decidiu que viveria sua vida respirando e sonhando aventuras. Acredita que não existe limites para conhecer novos lugares e novas conquistas. Viajar é explorar o novo, de forma simples.