O termo Estrada Real refere-se aos caminhos trilhados pelos colonizadores durante a descoberta do ouro no estado de Minas Gerais.

No Brasil, o nome “Estrada Real” refere-se a qualquer via terrestre que, à época do Brasil Colônia, era percorrida no processo de povoamento e exploração econômica de seus recursos, em articulação com o mercado internacional.

A Estrada Real é a maior rota turística do país. São mais de 1.630 quilômetros de extensão, passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Hoje, ela resgata as tradições do percurso valorizando a identidade e as belezas da região.

A sua história surge em meados do século 17, quando a Coroa Portuguesa decidiu oficializar os caminhos para o trânsito de ouro e diamantes de Minas Gerais até os portos do Rio de Janeiro. As trilhas que foram delegadas pela realeza ganharam o nome de Estrada Real.

Com o objetivo de preservar este patrimônio histórico, foi criado um projeto em 2001 para transformação dessa estrada em ponto turístico. Ao todo são 177 cidades no entorno da Estrada Real, sendo 162 em Minas Gerais, 8 no Rio de Janeiro e 7 em São Paulo.

Conhecer a Estrada Real é reviver a história descobrindo lugares inesquecíveis. Cercado por montanhas e muita cultura, o complexo reúne uma série de atrativos para turistas que passam pela região. A Estrada Real é formada por quatro caminhos:

Caminho Velho

Também chamado de Caminho do Ouro, foi o primeiro trajeto determinado pela Coroa Portuguesa e liga Ouro Preto a Paraty.

Caminho Novo

Criado para servir como um caminho mais seguro ao porto do Rio de Janeiro, principalmente porque as cargas estavam sujeitas a ataques piratas na rota marítima entre Paraty e Rio.

Caminho dos Diamantes

O caminho tinha a intenção de conectar a sede da Capitania, Ouro Preto, à principal cidade de exploração de diamantes, Diamantina.

Caminho Sabarabuçu

Distrito de Ouro Preto, o lugar é cercado por esplêndidas paisagens de montanha e lendas que permeiam o imaginário popular.

Além das belezas das paisagens, a Estrada Real mostra uma parte importante da história do Brasil.

As rotas da Estrada Real estão intimamente ligadas à própria história do Brasil e quem percorrê-la terá a chance de levar na bagagem séculos de lutas, conquistas e descobertas que foram fundamentais para o desenvolvimento do país.

A Estrada Real te espera. Arrume as malas e boa viagem!

O Passaporte Estrada Real é uma iniciativa do Instituto Estrada Real. Um documento no qual o viajante vai registrar sua passagem pelos Caminhos da Estrada Real, por meio de carimbos iconográficos, nos pontos credenciados. E, completando qualquer dos percursos, terá direito a um Certificado que atestará a sua passagem pelo caminho escolhido.

O certificado é dado ao viajante que conseguir passar pelo menos em:

  • Caminho dos Diamantes: 10 carimbos
  • Caminho Novo: 8 carimbos
  • Caminho Velho: 14 carimbos
  • Caminho do Sabarabuçu: 04 carimbos

Confira (aqui) todos os detalhes e regras sobre o Passaporte Estrada Real.

O passaporte é gratuito, mas é necessário levar 1 Kg de alimento não perecível ou uma peça de roupa para ser doada a uma instituição de caridade.

O passaporte da Estrada Real é individual e se estiver viajando em grupo, cada um deve solicitar o seu passaporte.

Com um único passaporte é possível percorrer os Caminhos Velho, Novo, dos Diamantes e Sabarabuçu.

Como posso solicitar o meu Passaporte?

O passaporte da Estrada Real pode ser solicitado pelo site do Instituto Estrada Real, clique (aqui) para acessar a página e preencher o formulário. Após o preenchimento do formulário, você tem até 60 dias para retirá-lo em um dos pontos de distribuição.

Aonde devo retirar o meu Passaporte e Certificado?

O passaporte e o certificado podem ser retirados nas seguintes cidades: Ouro Preto, Paraty, Petrópolis, Tiradentes, Cocais, Diamantina. Um detalhe importante é que o certificado não pode ser retirando em Tiradentes, em Tiradentes você tem a opção de retirar apenas o Passaporte.

Onde posso carimbar o Passaporte Estrada Real

Os carimbos são a prova de que você passou por determinada cidade. Durante o percurso, você encontrará diversos Pontos de Carimbo espalhados por algumas cidades que fazem parte do Caminho, normalmente os postos são nos Centros de Informação Turística mas também podem estar em hotéis ou restaurantes. Mas lembre, que para completar o passaporte, só será aceito um carimbo por cidade. Portanto, conheça bem cada cidade, explore os Pontos de Carimbo e escolha o seu preferido para registrar sua aventura.

Um pouco sobre a Estrada Real

A Estrada Real é considerada a maior rota turística do país, com mais de 1.630 km de extensão, passando por Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo.

Surgiu em meados do séculos 17, quando a Coroa Portuguesa oficializou os caminhos para transitar com ouro e diamante de Minas até os portos no Rio de Janeiro. E por serem trilhas delegadas pela realeza, ganhou o nome de Estrada Real.

A Estrada Real busca a valorização da identidade e belezas da região, além de resgatar suas tradições.

Quais os Caminhos percorridos na Estrada Real?

Caminho dos Diamantes: Conexão entre Ouro Preto e Diamantina passando pelas cidades: Diamantina, Serro, Mariana e Ouro Preto.

Caminho Novo: Alternativa para o Caminho Velho, mais curto e de fácil acesso. Cidades: Lavras Novas, Juiz de Fora, Paraíba do Sul, Petrópolis.

Caminho Velho: Liga o interior de Minas ao litoral do Rio. O caminho velho possui mais de 585 km de estrada de terra. Uma ótima opção para quem gosta de aventura! Cidades: Tiradentes, São João Del Rey, Caxambu, Paraty.

Caminho do Sabarabuçu: Rota alternativa para alcançar o topo da Serra da Piedade com 77,5% de estrada de terra e 22,5% de trilha. Cidades: Cocais – Distrito de Barão de Cocais, Caeté, Sabará e Glaura – conhecida como Casa Branca.

Quer saber mais detalhes sobre o Passaporte, os Caminhos e roteiros da Estrada Real?

Visite o (site) Instituto Estrada Real e saiba mais.